Portal da Prefeitura de São Paulo Prefeitura de São Paulo
Objetivo do espetáculo é fazer com que o público pense a sua relação com a cidade (Foto: Divulgação)
DANÇA

T. F. Style Cia. de Dança estreia espetáculo inédito “Carne Urbana”

Novo trabalho é apresentado entre os dias 16 e 19 de novembro, no Teatro Flávio Império, e entre os dias 23 e 26, no João Caetano

Dando continuidade à pesquisa sobre a relação do corpo com a cidade de São Paulo, iniciada com a coreografia “Beco” e aprofundada em “Sob a Pele”, a T. F. Style Cia. de Dança, contemplada pelo Fomento à Dança da Secretaria Municipal de Cultura, estreia o espetáculo “Carne Urbana” no Teatro Flávio Império. Com apresentações gratuitas entre os dias 16 e 19 de novembro, o novo trabalho do grupo é apresentado na sequência no Teatro João Caetano, entre os dias 23 e 26.

Segundo o diretor Igor Gasparini, o objetivo do espetáculo é fazer com que o público pense a sua relação com a cidade. “Queremos que as pessoas percebam os próprios corpos e como eles são afetados pelo ambiente urbano”, explica. Para aprofundar a percepção das características que marcam o corpo de quem vive na cidade, a companhia trabalhou com três linhas técnicas: contrações musculares, apneia e mandíbula. “Resgatamos as sensações através de ações físicas”, afirma Gasparini. Os espasmos, a falta de ar e a exaustão dos rostos são algumas das formas de expressão que ganham o palco nesse trabalho.

As danças urbanas são o ponto de partida dos bailarinos, que se apropriam delas para criar o que o diretor chama de “pensamento contemporâneo do Hip Hop”. As contrações musculares, por exemplo, são uma referência técnica do Popping que é incorporada ao estilo livre do espetáculo. “A ideia é pegar essas referências do nosso corpo, e isso inclui a relação de cada um com a cidade, e utilizar como potência para uma criação”, conta Gasparini. O diretor afirma também que a companhia não tem interesse em pensar a dança urbana como uma reprodução de coreografias – por isso, busca não a repetição milimetricamente coreografada, mas a expressão das individualidades de cada um dos dez bailarinos. “Embora todos tenhamos um repertório em comum, cada corpo tem as suas referências próprias”, explica. “Buscamos não a perda das individualidades, mas a conexão entre elas”, conclui.

Por Gabriel Fabri

Carne Urbana

14 anos Grátis

Local

Diariamente de 16 a 18 de novembro de 2017 às 20:00
Dia 19 de novembro de 2017 às 19:00
Diariamente de 23 a 25 de novembro de 2017 às 21:00
Dia 26 de novembro de 2017 às 19:00

Publicado por

Secretaria Municipal de Cultura
Mais informações