Portal da Prefeitura de São Paulo Prefeitura de São Paulo
Clássico de horror trash “A Morte do Demônio”, de Sam Raimi, integra a mostra (Foto: Divulgação)
CINEMA

Mostra exibe filmes inspirados em H. P. Lovecraft no CCSP

Títulos como “Círculo de Fogo”, de Guillermo Del Toro, e “A Morte do Demônio”, de Sam Raimi, têm sessões gratuitas entre os dias 24 e 31 de janeiro

O que os monstros aquáticos de “Círculo de Fogo”, de Guillermo Del Toro, a atmosfera assustadora de “Alien – O Oitavo Passageiro”, de Ridley Scott, e o clássico de horror trash “A Morte do Demônio”, de Sam Raimi, têm em comum? Além de trazerem humanos ameaçados por criaturas sobrenaturais, os três longas-metragens possuem, em menor ou maior grau, influências do universo do escritor H. P. Lovecraft, autor de contos que misturam horror e literatura fantástica. Esses filmes integram a programação da mostra “Lovecraft – Medo do desconhecido”, que acontece entre os dias 24 e 31 de janeiro, no Centro Cultural São Paulo (CCSP).

“O foco da mostra não são filmes fiéis às obras de Lovecraft, mas sim aqueles que souberam captar a atmosfera ‘lovecraftiana’ e que referenciam o autor, tanto na narrativa, quanto nos aspectos visuais”, afirma o curador Carlos Gabriel Pegoraro. Isso explica a presença de filmes como “Círculo de Fogo”, cujo próprio diretor já admitiu a influência de contos de Lovecraft: as criaturas marítimas que são enfrentadas por robôs gigantes foram inspiradas em uma série de histórias do autor, conhecidas como Os Mitos de Cthulhu, sobre seres de outra dimensão que vivem no fundo do mar. Já “A Morte do Demônio” faz uma citação direta ao autor ao colocar em cena o “Necronomicon”, que representa o livro dos mortos no universo de Lovecraft. “Alien – O Oitavo Passageiro”, por sua vez, teve influência no design da criatura. “Aliás, todo o plot existencialista e o mistério sobre os seres gigantes encontrados pela expedição apresentam uma atmosfera lovecraftiana digna”, completa o curador.

Entre os destaques da programação, está “O Castelo Assombrado”, de Roger Corman, que representa a primeira adaptação para o cinema de um conto de Lovecraft, feita em 1963; e o clássico de John Carpenter “O Enigma de Outro Mundo”, livremente inspirado na novela “At the Mountains of Madness”. Para Pegoraro, esse último é o filme que melhor capta a essência do autor por tratar do medo do desconhecido. “Lovecraft era um estudioso e sua grande ‘tese’ era a de que o maior horror é aquilo que desconhecemos”, explica. “Uma análise existencialista em que, por exemplo, não saber o que há além da morte é mais assustador do que a morte em si”, conclui.

Por Gabriel Fabri

Serviço: Centro Cultural São Paulo. R. Vergueiro, 1.000, Paraíso. Próximo da estação Vergueiro do metrô. Centro. | tel. 3397-0001 e 3397-0002. De 24 a 31/1. Grátis.

Confira a programação completa em: http://centrocultural.sp.gov.br/site/eventos/evento/lovecraft-medo-do-desconhecido/